CENTRAL DE ATENDIMENTO
 email: atendimento@shoow.com.br
Busca:  
  • Detalhes




HUGO CARVANA

HUGO CARVANA

Hugo Carvana de Hollanda | Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil | 04/06/1937


Biografia: Ator e diretor que criou um personagem emblemático da comédia de costumes carioca, o malandro Dino, de Vai trabalhar, vagabundo (1973), melhor filme no Festival de Gramado, Se segura, malandro (1977) e Vai trabalhar, vagabundo II - A volta (1990), melhor ator em Gramado. Nasceu no Rio de Janeiro em 1937 e estreou no cinema em 1955 em Trabalhou bem, Genival, de Luiz de Barros. Nos anos 60 destacou-se numa série de papéis dramáticos, como em Os cafajestes (1962) e Os fuzis (1963), ambos de Ruy Guerra, A falecida (1964), de Leon Hirszman, Deus e o diabo na terra do sol (1964), Terra em transe (1967), e Der Leone have sept cabeças (1970), os três de Glauber Rocha, O homem que comprou o mundo (1968), de Eduardo Coutinho, e Os herdeiros (1969), de Carlos Digues. Em O capitão Bandeira contra o dr. Moura Brasil (1970), de Antônio Calmon, interpretou pela primeira vez o malandro carioca, tipo que desenvolveu nos filmes que dirigiu e interpretou nos anos seguintes. Atuou em mais de cinqüenta longas-metragens, entre os quais destacam-se ainda: Quando o carnaval chegar (1972), de Carlos Diegues, Toda nudez será castigada (1973), de Arnaldo Jabor, A queda (1978), de Ruy Guerra, e Avaeté, semente da violência (1985), de Zelito Viana. Dirigiu ainda Bar Esperança, o último que fecha (1982) e O homem nu (1996), adaptação do conto homônimo de Fernando Sabino. Em 2001 protagonizou o curta-metragem O cabeça de Copacabana, de Rosane Svartman, escrito especialmente para ele, e foi homenageado no Festival de Gramado com o trófeu Oscarito por sua obra. Em 2003 finalizou Apolônio Brasil - O campeão da alegria, comédia musical estrelada por Marco Nanini, prêmio especial do júri no Festival de Gramado, e participou do elenco de Deus é brasileiro, de Carlos Diegues. Fez uma pequena participação como um juiz corrupto em Achados e perdidos (2005), de José Joffily. Em 2006, começou a filmar seu novo longa-metragem, A casa da mãe Joana.


HUGO CARVANA HUGO CARVANA

  • Filmografia